R. Augusto Lippel, 500 - B. Campolim - CEP 18048-130 - SOROCABA -SP
Fone e Fax: (15) 3202.1861 - C.N.P.J. 03.110.991/0001-53 - Insc. Municipal 100.905

Era Uma Vez.....

A História do Banespinha contada por João Carlos Amaral

1ª Parte - Início do Banespinha até a década de 80



Em uma noite de janeiro de 1973, mais precisamente no dia 22, um grupo de colegas banespianos da Ag. Sorocaba se reuniram para fundar e dar início ao nosso Banespinha Sorocaba, que na época foi denominado de Esporte Clube Banespa – Sorocaba, seguindo a tradição de acompanhar o nome do Esporte Clube Banespa de S. Paulo, o famoso Banespão da Av. Santo Amaro.

Éramos poucos funcionários e naquela noite num dos andares da Agência fundamos o clube e elegemos a 1ª Diretoria, que foi constituída dos colegas: Gil Lamberti, Euzébio, Amaral, Paschoal, Arodi e Lener. Foi discutido e aprovado o estatuto de abertura e constituição do novo clube, que posteriormente foi registrado no cartório competente com o nome de Esporte Clube Banespa-Sorocaba, cujo nome se perpetuou até novembro/2003, e que passou ser denominado oficialmente Banespinha Sorocaba, estando registrado no 2º Oficial de Registro de Tit. e Doc.E.P.Jurídicas de Sorocaba.

Mesmo sem sede própria, pois utilizávamos as instalações da Ag. Sorocaba/Centro, ocupando uma gaveta de um arquivo para guarda dos documentos importantes. Mas continuamos firmes, tentando criar alternativas para o entretenimento dos nossos associados que resumiam de alguns funcionários da Agência que colaboravam com uma simbólica mensalidade.

Muita coisa aconteceu de lá para cá.

Muitos colegas eram transferidos e outros chegavam, principalmente com a incorporação do Banco de S.Paulo, e logo se associavam e assim pudemos disputar vários torneios de futebol de salão, xadrez, etc. e jogar amistosamente futebol de campo, não só aqui como em S.Paulo e também contra outras agências. As festas que conseguíamos realizar eram muitas movimentadas, principalmente as de final de ano.

Vários outros colegas participaram das diretorias eleitas nos anos seguintes e podemos recordar, alguns com saudades, pois já nos deixaram, como o Gilberto Lamberti, a quem tratávamos como o comendador, a saber: Arlindo (Bisteca), Persiani, Sérgio Bertolucci, Sonia Campolim, Danilo Guido, Brait, Abner, Rochinha, Antonio Carlos de Barros, Denis, Arley, e o Alfredo Celso Raimundo.

Em meados de 1977 começamos pensar em adquirir um local para construirmos nossa sede própria. As dificuldades financeiras eram grandes, mas não deixou de ser um marco importante, O QUERER FAZER!

Em janeiro de 1978 deu-se um fato inédito até então, pois se inscreveram 3 chapas para concorrerem à eleição. A Chapa Esperança, tendo o Gil como candidato a presidente. A Chapa Novo Tempo, tendo como candidato o saudoso Damião e a Chapa Impacto tendo como candidato o Álvaro. Além do fato de 3 concorrentes, houve empate entre a chapa Novo Tempo e a chapa Impacto, com 16 votos cada um. Foi convocada nova eleição e somente a Chapa Impacto se inscreveu e conseqüentemente foi declarada vencedora, tomando posse imediatamente, contando, além do Álvaro com os colegas: Sérgio Bertolucci, Dênis, Sidnei Nascimento, Normando, Pupim, Luiz Antonio de Camargo (o Bolinha), Mário (Japonês) e José Italo (o Farinha).

Em outubro/1978, realizou-se uma assembléia para, além de alterar parcialmente o estatuto, adquirir, por compra ou doação, de gleba de terra para iniciar-se a construção da sede própria. Nesta ocasião o Grupo PG, estaria disposto a nos doar uma gleba no Jardim Tatiana para a construção da futura sede, o que foi concretizada, com a interferência dos Srs. José Maria G. Dias e Willian Jorge (Gerentes Regionais da época) e do Sr. Danilo Guido, Gerente da Agência.

Em abril/1980 tomou posse uma nova diretoria encabeçada pelo Amaral, seguido da Sonia Campolim, Oraci, Beth Montanhan, Bisan, João Manoel, João Messias Ponstinnicof, Dênis, Jaceguai, Pedrinho Barros, Hélio de Almeida, Alcemir Belém, Luizão Regis e os saudosos Pupim, Luiz Fernando Carvalho (esposo da Meire), Damião e Alfredo Raimundo.

No início de 1981, fizemos uma troca da gleba de terra do Jardim Tatiana, que estava com problemas na documentação, por uma gleba de terra, vizinha ao Parque São Bento, loteamento da própria Construtora PG, que nos cedeu a primeira gleba. Com a documentação em dia iniciamos a construção de um barracão e fechamos o terreno. Na época foram feitas várias rifas, bingos e outras atividades com a finalidade de angariar alguns valores para que começar as obras da sede.

Novamente, no final de 1981, houveram inscrições de 3 chapas concorrentes para a nova diretoria, a saber: Chapa Situação encabeçada pelo Jaceguai; Chapa Integração com o Arlindo; e a Chapa Solidariedade com o Hélio de Almeida. Saiu-se vencedor a Chapa Situação, que além do Jaceguai, participavam: Belém, Bisan, Sonia, Beth Montanhan, Virginia, Oraci, João Manoel, Hildenete e Amaral.

Ainda continuávamos na sede natural (Rua de S.Bento, 52), mas com forte propósito de termos uma sede própria com várias áreas de lazer. Continuavam algumas obras na sede, mas vagarosamente, em virtude de alguns problemas, com terraplanagem, cerca, etc.

Foi nessa ocasião que estabelecemos a divisão dos associados em efetivos, correspondentes, contribuintes e honorários.

Em 1984 tomou posse uma nova diretoria encabeçada pelo Hélio de Almeida, seguindo do Morgan, Beth Felet, Getulio, Celso Mascarenhas, Barreto, Oraci, Damião, Bolinha, João Américo, Arodi, Beth Montanhan, Mahuad, Salvador e Pedrinho Barros.

Em 1986 tomou posse outra diretoria, a saber: Cícero (Presidente), acompanhado de: Jairo Ribeiro Moraes, Jaime Júlio, Márcia Bueno, Elui, Sheila Nardi, José Augusto Mahuad, Elias Pereira de Paula (o Elias Preto), Cláudio Eli Arruda, Norminha, Aninha, Oraci, Jaceguai e os saudosos Damião e Laerte Ramos.

Com a mudança da diretoria e outros percalços a obra não saiu, mas o saldo positivo em caixa e com a venda da gleba, outra área foi adquirida e assim tínhamos uma sede esportiva, próxima da atual Prefeitura.

Além dessa sede esportiva, e necessitando de um local mais perto para realizarmos nossas reuniões sociais e atividades de salão, a nova diretoria locou uma propriedade no início da Av. S.Paulo, 140/144. Além de uma pequena quadra de futebol de salão, tinha um salão com instalações adequadas para reuniões e encontros diversos. Após uma reforma o salão passou a contar com bar, mesas de sinuca, pebolim e uma pequena sauna. Foram realizados vários torneios e diversas festas nesse local.

No final de 1986 foram efetuadas algumas mudanças na diretoria, para atender a solicitação de alguns membros que pediram para sair alegando outros compromissos. Assim o Jario assumiu a Presidência alguns diretores mudaram de função, além da posse do Chiquinho como novo diretor.

Nova eleição em janeiro/1988, agora na sede da Av. São Paulo, 140/144, que tendo como presidente de honra João Américo, elegeu como presidente Jairo R. Moraes e mais Denis, Dayse Gusmão, Lourdes D. Correa, Oraci, Wilson Roberto de Mello, César Mascarenhas, Elzo Savella, João Manoel, Antonio H. Buffalo (o Bufalão), Moacir Mantovani, João Messias, Pengo, Carmem Silvia Jorge, Hélio de Almeida, João C. Figueiredo (o Pixo), Belém, Celso Mascarenhas, Milton J. Moreno e Álvaro.

Várias alterações aconteceram na diretoria, em virtude de transferência no Banco. Em abril/1989 realizou-se nova eleição e posse de novos diretores a saber: Fábio Alex T. Moraes como presidente, seguindo de:Aninha, Lourdes Correa, Artigas, Oraci, Wilson Mello, César Mascarenhas, Elzo Savella, João Manoel, Bufalão, Carmem Silvia, Luiz Trombini, Edson Conceição Jr. e Evandro L.F.Almeida.

João Carlos Amaral














BANESPINHA SOROCABA - Restrições Legais e Termos de Uso do Site
© Copyright 2004. All rights reserved - Web designer: Amaury Teixeira
Contact: Banespinha Sorocaba Powered by www.banespinhasorocaba.com